O investimento em programas de qualidade de vida corporativa vem aumentando nos últimos anos. Para fazer com que os profissionais participem dos programas, alguns recursos estão sendo usados, como é o caso dos aplicativos de bem-estar. 

O desafio, nesse caso, é envolver, engajar e garantir que os colaboradores utilizem esses recursos. A sua empresa está utilizando um aplicativo de bem-estar, mas ainda não conseguiu introduzi-lo na rotina da empresa? Confira as dicas que preparamos para te ajudar!

Como introduzir o aplicativo de bem-estar na rotina dos colaboradores em 6 passos práticos

1. Converse com os colaboradores

Quando a empresa adere a um novo método ou ferramenta, deve informar aos colaboradores do que se trata e porque será usado. Com o aplicativo de bem-estar não deve ser diferente. 

Reúna os colaboradores, em grupos pequenos, formando rodas de conversa. A ideia é que a comunicação seja feita com proximidade e sem ruídos. Apresente o aplicativo de bem-estar, explique porque a empresa está investindo no recurso, sua importância e a preocupação com a saúde de todos

Depois, tire as dúvidas dos colaboradores. É importante que todos entendam que o recurso é um benefício que está sendo adotado e que vai ajudar a melhorar a saúde e a qualidade de vida de todos

2. Comece de cima para baixo

A empresa pode precisar de um tempo para se adaptar ao uso do novo recurso. Antes de disponibilizá-lo para todos os colaboradores, faça com que os diretores, gestores e líderes comecem a testar a ferramenta

Caso a sua empresa já esteja usando um aplicativo de bem-estar, envolva as lideranças no processo de utilização. Os gestores são modelos a serem seguidos. Os colaboradores precisam ver que todos estão utilizando a ferramenta, inclusive os profissionais que estão mais focados na estratégia da empresa e menos envolvidos no dia a dia operacional. 

3. Mapeie os objetivos dos profissionais e mostre onde o aplicativo pode ajudar

Os brasileiros se preocupam com a saúde, mas não se dedicam a uma vida saudável. A rotina, o trabalho, a família, o cansaço e outras situações acabam impedindo que o colaborador cuide da sua saúde. Mas existe o desejo de se tornar uma pessoa mais saudável. 

A empresa pode mapear junto aos colaboradores em quais aspectos eles gostariam de melhorar o cuidado com a saúde. Em seguida, deve mostrar como o aplicativo de bem-estar pode ajudá-los a alcançar o seu desejo. 

4. Crie competições

As competições ajudam a envolver e engajar os colaboradores. Pessoas que gostam de se dedicar ao trabalho, geralmente, são movidas pela superação de metas. Isso é uma vantagem, pois é possível aproveitar uma condição natural para estimular práticas construtivas.

O aplicativo de bem-estar ainda oferece uma vantagem adicional: enquanto o colaborador se diverte e compete, consegue obter ganhos em sua saúde física. Ou seja, é uma competição com um propósito saudável. 

5. Crie metas e ofereça premiações 

O uso do aplicativo sem uma meta ou objetivo definido pode prejudicar o sucesso da sua utilização. Os colaboradores precisam ter algo que os motive a utilizar o recurso. A perda de peso, por exemplo, está entre as principais metas definidas pelos usuários de aplicativos de bem-estar. 

A criação de competições menores e pontuais, para cada equipe, ou ações maiores, como gincanas, estimulam o engajamento dos profissionais. No final de cada torneio ou competição, a organização pode oferecer premiações. 

Algumas empresas que já utilizam aplicativo de bem-estar revertem a pontuação dos colaboradores dentro do app para ações sociais. Essa estratégia tende a engajar mais as equipes. 

6. Conte com o suporte do aplicativo de bem-estar

Ter o suporte e o apoio de profissionais que estão o tempo todo desenvolvendo recursos para melhorar o bem-estar dos profissionais também será fundamental para a empresa. 

Quando uma companhia investe em um aplicativo de bem-estar, ela pretende melhorar a qualidade de vida dos colaboradores, reduzir os custos com saúde corporativa e aumentar o engajamento e a produtividade profissional. Para isso, porém, os colaboradores precisam utilizar a ferramenta. 

A GoGood é uma plataforma de bem-estar corporativo que presta todo o suporte necessário para que a empresa consiga implementar o aplicativo de saúde e motivar os colaboradores em sua utilização. Veja como a GoGood pode ajudar a sua empresa nesse processo.


Bruno Rodrigues

Author Bruno Rodrigues

CEO e co-fundador da GoGood. Bruno Rodrigues é empreendedor e especialista em inovação pela Universidade de Stanford, co-fundador da GoGood e apaixonado por tecnologia em saúde e por negócios com impacto social. Antes de sua carreira como executivo, foi atleta profissional de karatê e campeão Sulamericano.

More posts by Bruno Rodrigues

Leave a Reply