A construção e manutenção de uma marca forte vai muito além da conquista de consumidores. Ela permeia também o envolvimento e identificação dos colaboradores com a organização, o que contribui para fomentar a marca em uma outra vertente: a da empresa como empregadora.

Por isso, o conceito de employer branding tem ganhado tanto espaço nos últimos anos juntos aos gestores que trabalham com recrutamento e seleção, desenvolvimento humano e comunicação interna.

O que significa employer branding?

De maneira resumida, podemos afirmar que o employer branding consiste na construção e manutenção da marca (reputação) de uma empresa junto aos colaboradores. A criação de estratégias para fomentar a satisfação dos funcionários e torná-los defensores de sua marca ajuda na atração de novos talentos e, consequentemente, fortalece a imagem da empresa no mercado como um todo, indo do colaborador ao cliente final.

Traduzir os valores e a cultura organizacional nas ações internas é fundamental para criar a identificação do colaborador com a empresa, e fazê-lo com que ele defenda a sua marca.

Diferenciação a partir do employer branding

Muitas empresas já atuam no fortalecimento da marca junto aos colaboradores. Por isso, o primeiro passo para quem deseja adotar a estratégia de employer branding é buscar a diferenciação. Periodicamente, são divulgadas listas das melhores empresas para se trabalhar. Mas, o que as diferencia e o que faria um profissional optar por uma ou outra?

É essencial que os setores responsáveis estejam atentos em como a missão, a visão e os valores da empresa são transmitidos – sejam pelo site, redes sociais, páginas de recrutamento, entre outros. Deve haver também a preocupação em gerar uma proposta de valor que vá ao encontro do que os profissionais buscam. Isso ajuda no processo de atração e identificação com a marca (no caso de novos funcionários), e engajamento (no caso dos colaboradores).

As vantagens de apostar no employer branding em sua empresa

Em um mercado competitivo, ter em seu quadro funcionários que ajudam na propagação de uma imagem positiva é fundamental. As estratégias para a criação dos “defensores” de sua marca podem trazer reflexos positivos no dia a dia da empresa, como o aumento da produtividade e motivação.

Para o colaborador, fazer parte de uma organização que é amplamente reconhecida como um bom lugar para se trabalhar faz com que ele se sinta orgulhoso. A sensação de pertencimento e identificação com a marca fará com que ele veja propósito em seu trabalho e, muito provavelmente, permaneça em sua posição por mais tempo. Neste caso, já é possível perceber uma das principais vantagens do employer branding: a retenção de talentos e a consequente redução de gastos com processos seletivos.

A boa reputação da empresa traz reflexos positivos para além dos colaboradores e auxilia também na relação com fornecedores e clientes. Afinal, quem não gosta de estar perto de empresas reconhecidas e bem recomendadas?

Vale salientar que o employer branding é uma estratégia de médio a longo prazo e, como todo projeto bem-sucedido, precisa de planejamento. Em empresas multinacionais, por exemplo, a estratégia necessita de um alinhamento, para que todas as filiais comuniquem as mesmas ações. Em empresas menores, ela pode ser incorporada de maneira mais focada. É essencial que em ambos os casos, sejam adotadas métricas que ajudem a avaliar a efetividade das ações.

Primeiros passos para aplicar o employer branding

Como já mencionamos anteriormente, as estratégias de employer branding devem ser fomentadas de médio a longo prazo. Mas isso não impede de que a sua empresa comece a promover melhorias que contribuam para este cenário. Que tal começar percebendo pontos da cultura organizacional que podem ser potencializados junto aos colaboradores? Se a empresa se preocupa com a saúde e o bem-estar do colaborador, que tal desenvolver ações que demonstram, de fato, essa preocupação?

Estar atento à imagem da empresa em sites e redes sociais voltadas à carreira também é essencial, pois nesse ambiente é possível ter uma prévia de como a empresa é enxergada externamente. Para ter uma ideia da percepção interna, uma pesquisa de satisfação pode ser uma aliada, e revelar pontos que podem ser trabalhados junto aos funcionários.

São muitas os benefícios do employer branding para a construção de uma marca forte. Uma estratégia que requer planejamento e foco, e aproxima a organização do que ela tem de mais valioso: o seu colaborador.

Bruno Rodrigues

Author Bruno Rodrigues

CEO e co-fundador da GoGood. Bruno Rodrigues é empreendedor e especialista em inovação pela Universidade de Stanford, co-fundador da GoGood e apaixonado por tecnologia em saúde e por negócios com impacto social. Antes de sua carreira como executivo, foi atleta profissional de karatê e campeão Sulamericano.

More posts by Bruno Rodrigues

Leave a Reply