Employer branding é um conceito que define a empresa como marca empregadora. O termo diz respeito ao conjunto de ações que são realizadas com objetivo de atrair e reter os melhores talentos. Quanto melhor a imagem da empresa, melhores serão os profissionais contratados. 

Construir uma marca empregadora, entretanto, não é tão simples. Companhias passam anos desenvolvendo e colocando estratégias em prática. O colaborador precisa sentir que há uma real preocupação com seu bem-estar, desde o primeiro contato com o recrutador. Neste artigo, vamos mostrar como atrair talentos para sua empresa com employer branding. 

A importância do employer branding para as empresas

O Employer Branding Essentials é um levantamento recente, desenvolvido pelo LinkedIn, feito com os usuários da plataforma, de profissionais a empresas. O objetivo é entender o que as organizações estão fazendo para construir uma marca empregadora e quais aspectos os profissionais valorizam.

Um dos primeiros resultados que o estudo mostra é que as empresas que investem em employer branding, em geral, apresentam práticas em comum e os resultados são positivos

As iniciativas não são muito custosas. Pelo contrário, o custo pode ser maior para as empresas que não investem em employer branding. As empresas que não cuidam da sua reputação chegam a gastar US$ 4,723 a mais do que aquelas que investem. 

Além disso, metade dos profissionais que participaram do levantamento não considera trabalhar em uma empresa com má reputação. Veja, a seguir, quais foram os aspectos de maior relevância e aproveite para adaptá-los ao seu negócio.

Como construir o employer branding da sua empresa?

Aumente a visibilidade da sua marca

Para ser uma marca atraente para outros profissionais, sua empresa deve ganhar visibilidade. Ser falada de forma positiva vai atrair a atenção de todos os lados, tanto de quem quer um novo emprego, quanto de quem não está em busca.

Os colaboradores da empresa podem ser aliados nesse processo, compartilhando sobre como é fazer parte da equipe e da companhia nas redes sociais, com amigos e familiares. Entretanto, sua empresa só será bem falada se investir em ações que são valorizadas pelos profissionais. 

Fale sobre as ações das empresas

É bastante comum a empresa oferecer uma série de benefícios para os colaboradores, mas a informação chega a poucas pessoas. Isso acontece por causa de falhas na comunicação ou pela falta de um departamento responsável por cuidar da gestão dessas informações. 

Os colaboradores vão usar apenas aqueles benefícios que sabem que têm direito. Da mesma forma, não vão falar e compartilhar sobre aquilo que não sabem. Assim, a estratégia de employer branding pode ser prejudicada por uma questão simples. 

Sempre que um novo benefício for ofertado ou houver mudanças nos benefícios existentes, comunique a todos. Explique como podem acessar, por que a mudança foi feita, quais são as vantagens que os profissionais terão etc. Além disso, tenha um canal ou defina um profissional para orientar e tirar dúvidas. 

Valorize os colaboradores

Uma empresa que quer ter sucesso em suas futuras contratações precisa, primeiramente, valorizar os profissionais que fazem parte do time. Além de manter os colaboradores estimulados, essa atitude mostra que a empresa reconhece seus profissionais.

Utilize os canais oficiais da empresa, internos e externos, para destacar o trabalho dos melhores colaboradores. Sempre que for falar de resultados, enfatize a importância das equipes que atuaram no desenvolvimento daquele projeto.

Uma pesquisa realizada pela recrutadora Robert Half revela que os profissionais estão valorizando mais outros aspectos – como oportunidade de crescimento, estabilidade, autonomia e horários flexíveis – do que apenas um bom salário. Por isso, quando o assunto é valorização do colaborador, é importante entender o que pesa para o tipo de profissional que a empresa procura.

Invista em qualidade de vida

A qualidade de vida no trabalho está relacionada com diversos fatores, como horários flexíveis, maior entrosamento com a equipe, iniciativas de promoção à saúde, entre outros. O profissional valoriza as empresas que investem para tornar o ambiente mais harmônico e promover o bem-estar.

Uma prova disso é que o Índice de Qualidade de Vida no Trabalho (IQVT), da Sodexo, revela que houve queda na percepção do colaborador ao comparar o ano de 2018 com o anterior. Segundo o levantamento, a queda foi de:

  • – 2% em facilidade e eficiência;
  • – 2% em ambiente físico;
  • – 3% em saúde e bem-estar;
  • – 4% em crescimento pessoal
  • – 5% em reconhecimento;
  • e – 6% em interação social.

As empresas que querem investir em employer branding e construir uma imagem de marca empregadora devem desenvolver programas de qualidade de vida. Dessa forma, é possível aumentar a satisfação dos colaboradores e estimulá-los a propagar uma imagem positiva da companhia. Veja como criar um programa de qualidade de vida em sua empresa.


Bruno Rodrigues

Author Bruno Rodrigues

CEO e co-fundador da GoGood. Bruno Rodrigues é empreendedor e especialista em inovação pela Universidade de Stanford, co-fundador da GoGood e apaixonado por tecnologia em saúde e por negócios com impacto social. Antes de sua carreira como executivo, foi atleta profissional de karatê e campeão Sulamericano.

More posts by Bruno Rodrigues

Leave a Reply