Saiba como diminuir o FOMO e aumentar a produtividade nas empresas

FOMO, ou Fear of Missing Out, tornou-se um desafio relevante nas empresas, afetando a saúde mental e a produtividade dos colaboradores. Este fenômeno, caracterizado pela ansiedade de perder oportunidades ou eventos, pode impactar negativamente a cultura organizacional e a performance individual. 

Neste artigo, vamos entender o que significa, qual é o impacto e dicas para lidar com o FOMO na empresa. Acompanhe!

FOMO: o que significa?

FOMO – ou Fear of Missing Out – é um fenômeno psicológico cada vez mais prevalente na era digital. Em outras palavras, esse termo descreve a ansiedade ou o medo que as pessoas têm de perder oportunidades, eventos ou experiências que outros estão vivenciando. 

Patrick J. McGinnis, autor do best-seller Fear Of Missing Out

“Seu impulso central está centrado em melhorar sua condição (…). Fundamentalmente, o FOMO é de natureza aspiracional, enraizado na busca por tudo o que é maior, melhor e mais atraente do que o seu ambiente atual.”

A partir do advento das redes sociais e da constante exposição à vida alheia, o FOMO se intensificou. Isso porque as plataformas digitais exibem um panorama de atividades que podem despertar preocupação nas pessoas que se comparam.

Nesse contexto, o FOMO pode ter impactos significativos na saúde mental, contribuindo para a inadequação, estresse e até burnout. A constante comparação com os outros e a pressão para seguir tendências podem levar a uma sensação de insatisfação crônica. 

Quais são os sintomas do FOMO?

Os sintomas do FOMO podem variar de pessoa para pessoa, mas geralmente incluem:

Inquietação e ansiedade

Sentimentos de desconforto e preocupação ao pensar que outras pessoas estão participando de atividades interessantes ou importantes das quais você não está fazendo parte.

Obsessão com as redes sociais

Passar muito tempo navegando em diferentes plataformas de mídia social para se manter atualizado sobre o que os outros estão fazendo, com medo de perder algo importante.

Comparação constante

Comparar sua própria vida com as vidas aparentemente mais excitantes ou bem-sucedidas dos outros, o que pode levar a sentimentos de inadequação ou inveja.

Dificuldade em desligar

Sentir-se incapaz de desconectar-se das redes sociais ou de eventos sociais, mesmo quando é necessário descansar ou priorizar outras atividades.

Tomada de decisão impulsiva

Agir impulsivamente para participar de eventos ou oportunidades, mesmo que não sejam realmente desejadas ou alinhadas com seus valores, simplesmente para evitar a sensação de estar perdendo algo.

Estresse e sobrecarga

Sentir-se sobrecarregado com a quantidade de informações e convites para eventos disponíveis, resultando em estresse e exaustão mental.

Sintomas físicos

Em casos mais graves, o FOMO pode desencadear sintomas físicos, por exemplo:

  • Insônia;
  • Dores de cabeça;
  • Problemas gastrointestinais;
  • Tensão muscular.

Reconhecer esses sintomas é o primeiro passo para lidar com o FOMO e buscar um equilíbrio saudável entre estar conectado e cuidar do bem-estar mental e emocional.

FOMO: qual o impacto nas empresas?

FOMO não é apenas um fenômeno individual, impactando significativamente nas empresas e no ambiente de trabalho. Uma das maneiras pelas quais o FOMO afeta as empresas é através da cultura organizacional. 

Se as lideranças ou colegas de trabalho promovem uma mentalidade de disponibilidade integral, isso pode levar a uma cultura de trabalho competitiva e exaustiva. Ou seja, onde os funcionários se sentem constantemente pressionados a estarem presentes em todos os momentos, mesmo à custa de seu bem-estar pessoal e saúde mental.

Aposte-no-bem-estar-dos-seus-colaboradores-sem-pesar-no-orcamento-do-RH.-1.webp

Além disso, o FOMO pode influenciar as decisões de investimento e estratégia das empresas. A pressão para acompanhar as tendências e inovações do mercado pode levar as empresas a agirem de forma impulsiva e investirem em projetos ou tecnologias que talvez não sejam adequadas para seus objetivos a longo prazo. Isso pode resultar em desperdício de recursos e tempo, além de aumentar o risco de falha.

Outro impacto do FOMO nas empresas está relacionado à produtividade e ao foco dos funcionários. Ou seja, se os colaboradores estão constantemente distraídos com a preocupação de estar perdendo algo, eles podem ter dificuldade em se concentrar nas tarefas importantes e prioritárias, o que pode prejudicar o desempenho geral da empresa.

Dicas para lidar com o FOMO nas empresas

Lidar com o FOMO nas empresas requer uma abordagem equilibrada que promova a produtividade e o bem-estar dos funcionários. Por isso, listamos algumas dicas para mitigar os efeitos desse fenômeno no ambiente de trabalho. Confira:

Promova uma cultura de comunicação aberta e transparente

Em primeiro lugar, encoraje os funcionários a compartilharem suas preocupações e limitações de tempo. Isto é, uma comunicação clara sobre as expectativas de disponibilidade e participação pode ajudar a reduzir a pressão associada ao FOMO.

Estabeleça prioridades claras

Além disso, ajude os colaboradores a entenderem quais são as metas e objetivos da empresa para que possam focar em atividades que contribuam diretamente para esses objetivos. Isso pode ajudar a evitar a dispersão de energia em projetos ou atividades irrelevantes.

Fomente um ambiente de trabalho flexível

Ofereça opções de trabalho remoto ou horários flexíveis para que os funcionários possam equilibrar suas responsabilidades profissionais e pessoais de maneira mais eficaz. Isso pode reduzir a ansiedade relacionada à necessidade de estar sempre presente no escritório.

Incentive o autocuidado

Promova práticas de autocuidado para ajudar os funcionários a lidar com a pressão e a ansiedade associadas ao FOMO. Por exemplo:

  • Pausas regulares;
  • Exercícios físicos;
  • Gerenciamento do estresse.

Foque na qualidade, não na quantidade

Encoraje uma mentalidade de trabalho focada na qualidade das atividades realizadas, em vez da quantidade. Isso pode ajudar a reduzir a sensação de competição constante e a permitir que os funcionários se concentrem em realizar um trabalho significativo e satisfatório.

Crie oportunidades de desenvolvimento profissional

Ofereça programas de treinamento e desenvolvimento para que os funcionários se sintam capacitados e confiantes em suas habilidades. Isso pode ajudar a reduzir a preocupação de estar perdendo oportunidades de crescimento profissional.

Promova um equilíbrio saudável entre trabalho e vida pessoal

Reconheça e valorize o tempo livre dos funcionários, incentivando-os a desconectar-se do trabalho durante os períodos de folga. Isso pode ajudar a reduzir a sensação de estar sempre “ligado” e disponível.

Ao implementar essas dicas, as empresas podem criar um ambiente de trabalho mais saudável e equilibrado, onde os funcionários se sintam valorizados, produtivos e capazes de lidar com o FOMO de forma construtiva.

Qual é o papel do RH em relação ao FOMO?

De fato, os gestores de Recursos Humanos desempenham um papel crucial em relação ao FOMO no ambiente de trabalho. Isso porque eles são responsáveis por promover o bem-estar dos funcionários e criar uma cultura organizacional saudável. 

Colaboradores-felizes-Empresas-com-melhores-resultados.webp

Desse modo, listamos os principais pontos de impacto do RH em relação ao FOMO. Acompanhe agora:

Educação e conscientização

Em primeiro lugar, o RH pode fornecer treinamentos para aumentar a conscientização sobre o FOMO e seus impactos no trabalho e na saúde mental. Isso pode ajudar os funcionários a reconhecerem os sinais do FOMO em si mesmos e aprender estratégias para lidar com isso de forma saudável.

Políticas e práticas de trabalho flexíveis

O RH pode desenvolver e implementar políticas que promovam um equilíbrio saudável entre trabalho e vida pessoal, por exemplo:

  • Horários flexíveis;
  • Trabalho remoto;
  • Políticas de licença que permitam aos funcionários cuidar de sua saúde mental e bem-estar.

Suporte emocional

O departamento de RH deve estar disponível para oferecer suporte emocional aos funcionários que estão lutando com o FOMO ou com outros problemas relacionados ao estresse e à ansiedade. Isso pode incluir encaminhamento para recursos de saúde mental, aconselhamento ou programas de assistência ao funcionário.

Promoção de uma cultura de colaboração

O RH pode incentivar uma cultura de colaboração e apoio mútuo, onde os funcionários se sintam valorizados pelo seu trabalho em equipe e contribuições individuais. Isso pode ajudar a reduzir a sensação de competição e comparação que alimenta o FOMO.

Monitoramento e intervenção proativa

O departamento de RH pode monitorar os níveis de estresse e ansiedade entre os funcionários e intervir proativamente quando necessário. Isso pode incluir a identificação de áreas de alto estresse e a implementação de medidas para reduzir a carga de trabalho ou fornecer suporte adicional.

Promoção da autenticidade e diversidade

O RH pode promover uma cultura onde os funcionários se sintam confortáveis sendo autênticos e aceitos por quem são, sem sentir a necessidade de se comparar com os outros. Isso pode ser alcançado por meio da promoção da diversidade e inclusão e da valorização das diferentes experiências e pontos de vista.

Conclusão 

FOMO se tornou uma preocupação relevante para as empresas e seus colaboradores. Isso porque a ansiedade de perder oportunidades ou eventos afeta a saúde mental e produtividade dos funcionários, e gera impactos significativos na cultura organizacional da empresa. 

No entanto, ao promover uma cultura de comunicação aberta, flexibilidade no trabalho, suporte emocional e valorização dos funcionários, o RH pode ajudar os funcionários a gerenciar o FOMO de forma construtiva e a alcançar um maior bem-estar pessoal e profissional. Em outras palavras, investir no cuidado e na satisfação de seus colaboradores é essencial para colher os benefícios de uma equipe mais engajada, produtiva e resiliente.

Você sabia que pode investir nesses indicadores com a GoGood? Somos uma plataforma de bem-estar completa que reúne milhares de academias, centenas de modalidades e telemedicina gratuita e ilimitada para os seus colaboradores. 

São diversos benefícios e uma só solução! Preencha o formulário abaixo e saiba mais:

Clique para avaliar o post
Média: 0
Rolar para cima