Programa de ajuda psicológica nas empresas: um guia prático para promovê-lo

A busca por estratégias eficazes de promoção do bem-estar mental dos colaboradores tem ganhado destaque nas organizações. Nesse contexto, programas de ajuda psicológica surgem como ferramentas fundamentais para proporcionar suporte emocional, prevenir transtornos mentais e fortalecer a cultura organizacional. 

Neste artigo, vamos explorar a implementação do programa de ajuda psicológica, destacando a importância dessa iniciativa e seus benefícios. Confira!

O que é um programa de ajuda psicológica nas empresas?

Programa de ajuda psicológica, ou auxílio terapia, é um benefício flexível que torna a psicoterapia mais acessível aos colaboradores. Entretanto, esse incentivo vai além do simples reconhecimento da importância da saúde mental. Isto é, abrange aspectos como bem-estar, produtividade e satisfação no ambiente de trabalho.

Nesse sentido, a ajuda psicológica no ambiente de trabalho pode incluir uma variedade de iniciativas. Por exemplo:

  • Descontos em psicoterapia;
  • Workshops e palestras;
  • Trilhas de bem-estar;
  • Rodas de conversa.

O objetivo desse benefício é criar um ambiente de trabalho mais saudável e apoiar o bem-estar dos funcionários. Além disso, o programa de ajuda psicológica também busca a prevenção de transtornos como: 

  • Estresse;
  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Burnout;
  • Problemas de relacionamento interpessoal. 

Ao proporcionar recursos para que os colaboradores possam investir na própria saúde mental, as organizações demonstram um compromisso com a qualidade de vida de sua equipe. Promovendo, além de tudo, hábitos saudáveis e o desenvolvimento profissional.

Por que é importante oferecer ajuda psicológica nas organizações?

Além de contribuir para a melhoria da saúde mental dos colaboradores, o incentivo à terapia regular reduz os riscos de problemas de saúde e promove um estilo de vida mais saudável. Isto é, oferecer um programa de ajuda psicológica é importante para a promoção do bem-estar dos colaboradores e o fortalecimento da cultura de bem-estar nas organizações.

Dessa forma, listamos os principais benefícios de investir no bem-estar e oferecer psicoterapia para os colaboradores. Confira:

Redução do absenteísmo

Absenteísmo é caracterizado pela ausência não planejada e injustificada de um indivíduo em relação ao trabalho. Segundo a Associação Paulista de Recursos Humanos e de Gestores de Pessoas (HUBRH+ AAPSA), em média, 40% dos casos de absenteísmo são causados por sintomas ligados à saúde mental. 

Outro levantamento realizado pela Mercer Marsh Benefícios, mostrou que cerca de R$10 milhões são perdidos anualmente com os custos do absenteísmo. Esses dados mostram que a falta de investimento em saúde mental e bem-estar nas organizações pode acarretar no desenvolvimento de tais doenças, além de aumentar as despesas relacionadas ao fenômeno. 

Assim, investir em ajuda psicológica impacta diretamente na motivação dos colaboradores e, claro, os ajuda a cuidar da saúde. 

Melhoria do clima organizacional

Clima organizacional é a percepção das pessoas colaboradoras sobre o ambiente de trabalho e a cultura da organização. Desse modo, a priorização do bem-estar mental nas empresas aumenta o engajamento, a motivação e a satisfação dos funcionários, pilares para a criação de um bom clima organizacional. 

Maior produtividade

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a cada um dólar investido em saúde mental, quatro são ganhos com aumento de produtividade. Ou seja, o investimento abrangente e estratégico em saúde mental também é altamente lucrativo para as organizações.

Isso porque fatores como uma rotina de hábitos saudáveis é fundamental para a produtividade, podendo ser impulsionada através do investimento em saúde mental nas organizações. 

Maior engajamento

De acordo com o State of the Global Workplace 2022 (Gallup), apenas 21% dos colaboradores estão realmente engajados no trabalho. Esse número mostra que é necessário estar atento à promoção do engajamento e uma das formas de promovê-lo é através do programa de ajuda psicológica e investimentos em bem-estar geral. Segundo o Annual US Employee Benefit Trends Study (2020), investir em bem-estar no trabalho gera um aumento de 12% no engajamento, 9% em produtividade e 10% em lealdade à empresa.

Diminuição do turnover

Turnover é a taxa de rotatividade de funcionários em uma organização. Essa movimentação é um indicador essencial para avaliar o clima organizacional pois reflete a satisfação dos colaboradores, assim como sua motivação e envolvimento. 

Para mantê-lo no nível ideal, é necessário cultivar uma cultura de bem-estar e engajamento entre os colaboradores. Segundo a GPTW (Great Place to Work), a qualidade de vida é o principal fator que os fazem permanecer em uma empresa.

Além disso, oferecer ajuda psicológica gera uma maior percepção de salário. Se o colaborador tem a oportunidade de pagar menos em psicoterapia, sobra mais dinheiro para outras necessidades. Assim, a maior percepção de salário torna vantajosa a permanência naquela empresa, reduzindo o turnover.

Como oferecer um programa de ajuda psicológica na empresa?

A oferta do auxílio psicológico pode ser realizada de diversas maneiras, seja de acordo com a cultura, necessidades específicas e recursos da empresa. Com isso, listamos as principais abordagens:

GoGood

GoGood é o benefício de bem-estar mais completo do mercado. A partir de um único plano, o colaborador tem acesso a psicoterapia e psiquiatria através da telemedicina. 

Ainda nesse contexto, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a atividade física regular é fundamental para reduzir os sintomas de depressão e ansiedade, reduzir o declínio cognitivo, melhorar a memória e exercitar a saúde do cérebro. Ou seja, é essencial para a saúde mental. 

Assim, essa plataforma também facilita os cuidados com a saúde e bem-estar do seu colaborador através do acesso a milhares de academias e centenas de modalidades. Com a GoGood, todas as vantagens de investir em bem-estar são maximizadas e vão além: há o fortalecimento da cultura organizacional, aumento de produtividade, maior engajamento e bem-estar dos colaboradores.

CTA-Geral-Saiba-mais-sobre-a-GoGood.webp

Cartão flexível

O cartão flexível simplifica o processo de disponibilização e administração do auxílio psicológico. Ou seja, é um benefício flexível que permite que os funcionários tenham maior autonomia e flexibilidade na utilização dos valores disponibilizados.

Neste contexto, o colaborador pode usar esse cartão para arcar com despesas relacionadas à saúde mental e bem-estar no geral, como psicoterapia e academias. Essa flexibilidade permite que os funcionários escolham as opções que mais se adequam às suas necessidades.

Parceria com profissionais de saúde mental

Estabelecer parcerias com profissionais de saúde mental é uma estratégia direta para oferecer suporte psicológico aos colaboradores. A empresa pode formar parcerias com psicólogos, psiquiatras e terapeutas qualificados, proporcionando consultas presenciais ou virtuais.

Entretanto, essa abordagem não permite uma oferta personalizada, uma vez que os funcionários não têm a liberdade de escolher profissionais capazes de atender às suas necessidades específicas. 

Programas de resiliência e mindfulness

Implementar programas de resiliência e mindfulness na empresa é outra maneira de oferecer suporte psicológico. Esses programas podem incluir sessões de treinamento em habilidades de enfrentamento, práticas de meditação e atividades que promovam a consciência plena.

Ao incentivar os funcionários a desenvolverem habilidades de controle emocional e mindfulness, a empresa contribui para a redução do estresse e melhoria da saúde mental. Esses programas podem ser conduzidos por profissionais qualificados ou por meio de parcerias com organizações especializadas, proporcionando aos colaboradores ferramentas práticas para lidar com os desafios do dia a dia.

Programa de capacitação de lideranças

Por último, implementar um programa de capacitação de lideranças em saúde mental é uma estratégia que visa criar um ambiente de trabalho que promova o apoio psicológico desde as posições mais altas. O programa pode incluir treinamentos para que os gestores reconheçam sinais de estresse e ansiedade, saiba como abordar questões relacionadas à saúde mental e incentivem um ambiente aberto para discussões sobre o tema.

Ao capacitar os gestores, a empresa não apenas oferece suporte direto aos colaboradores, mas também cria uma cultura organizacional que valoriza a saúde mental. Os líderes tornam-se agentes de mudança, promovendo o bem-estar emocional e ajudando a reduzir o estigma associado às questões de saúde mental no ambiente de trabalho.

Como implementar o programa de ajuda psicológica nas empresas?

Implementar o auxílio psicológico na empresa requer uma abordagem cuidadosa e abrangente. Aqui estão algumas etapas para uma implementação efetiva do programa de ajuda psicológica na sua empresa:

Pesquisa e avaliação

Em primeiro lugar, realize pesquisas para avaliar o interesse e as necessidades dos colaboradores em relação ao auxílio psicológico. Além disso, é importante mensurar o orçamento disponível para implementar esse benefício.

Orçamento

Aqui, é a hora de trabalhar e definir de uma vez por todas o orçamento para o auxílio psicológico. É essencial considerar o quanto a empresa está disposta a investir para fornecer acesso à terapia.

Nesse contexto, sabemos que conquistar o orçamento para esse tipo de auxílio e apresentá-lo como alavanca para os objetivos estratégicos na empresa é um desafio. Por isso, desenvolvemos um kit completo para mostrar que todos os benefícios de bem-estar merecem e necessitam de investimento.

Kit-de-materiais-Beneficios-de-bem-estar.webp

Modelo

Como vimos anteriormente, existem várias formas de oferecer o auxílio psicológico, por exemplo, benefícios de psicoterapia – como a GoGood –, parcerias com profissionais da saúde mental e cartões flexíveis. Escolha o modelo que se adequa à cultura e recursos de sua empresa.

Políticas e critérios

Trace políticas claras que mostram quem é elegível para usufruir do modelo escolhido, como funciona o processo de inscrição e quais despesas serão cobertas. Além disso, é importante certificar-se de comunicar essas políticas e critérios de forma clara e eficaz aos funcionários.

Integração com outros programas

Estabeleça a integração do auxílio psicológico a outros programas de bem-estar, como nutrição, telemedicina e promoção de hábitos saudáveis. Além de impulsionar os benefícios de oferecer o auxílio psicológico, essa integração maximiza a cultura de bem-estar nas organizações.

Adesão

Nessa etapa, é importante contar com uma boa estratégia para promover a adesão do novo auxílio. Entre os principais exemplos estão:

  • Campanhas de incentivo e conscientização;
  • Eventos de lançamento;
  • Desafios e competições;
  • Envolvimento e compartilhamento através das lideranças;
  • Entre outros.

Avaliação e ajustes 

Promova avaliações regulares para medir a eficácia do programa de ajuda psicológica. Colha feedback dos funcionários e faça ajustes conforme o necessário para atender às necessidades em evolução.

Ao implementar esse programa, é fundamental criar um ambiente que promova a saúde mental e incentive os funcionários a procurarem ajuda quando necessário. A abordagem deve ser contínua, adaptável e alinhada aos valores e necessidades específicas da empresa.

Qual é a melhor opção para oferecer ajuda psicológica?

A GoGood é a melhor opção para oferecer ajuda psicológica nas empresas porque dá acesso a uma ampla rede de profissionais de saúde mental através da GoGood Telemedicina. Além disso, esse benefício ajuda no bem-estar holisticamente com benefícios além da psicoterapia:

  • Milhares de academias;
  • Centenas de modalidades;
  • Telemedicina.

Nosso benefício de bem-estar completo funciona com um modelo de coparticipação entre a empresa e o colaborador. Assim, contratando um único plano o colaborador tem acesso a todos os benefícios citados acima. Na prática, tudo isso é traduzido em uma maior fidelização de talentos, maior recomendação da empresa como um bom local de trabalho para se trabalhar e mais motivação para entregar mais.

Clique para avaliar o post
Média: 0
Rolar para cima