Saúde do colaborador

Como enfrentar a depressão dos colaboradores

By abril 26, 2019 No Comments

Sinais como baixo astral ou tristeza, perda de interesse em atividades cotidianas, dificuldade em planejar atividades diárias, esquecimento e falta de concentração podem ser sinais de depressão. Depressão não é frescura. Não confunda a patologia com “corpo mole” ou falta de motivação. Veja como sua empresa pode ajudar os colaboradores que passam por isso. E sim, as empresa têm tudo a ver com essa causa!

Dados sobre a depressão no trabalho

Segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde – a depressão é a principal causa de doenças no mundo inteiro. Atualmente, mais de 300 milhões de pessoas vivem com essa patologia. A pesquisa também revela que, não identificar a depressão como doença é um grande erro, e essa falha poderá causar um prejuízo de, aproximadamente, US$ 1 trilhão, pois as pessoas irão se afastar de seus trabalhos.

Em 2016, ainda segundo a OMS, estima-se que mais de 75 mil brasileiros foram afastados do mercado por causa da depressão. Os transtornos mentais já são o terceiro motivo entre as causas de concessão de benefício auxílio-doença e afastamentos. Até 2030, a depressão será a doença mais comum no mundo.

Alguns sinais comuns da depressão:

  • Ansiedade
  • Culpa
  • Descontentamento geral
  • Mudanças de humor
  • Perda de interesse ou prazer nas atividades
  • Solidão, tédio ou sofrimento emocional
  • Irritabilidade ou isolamento social
  • Insônia
  • Falta de apetite

Como a empresa pode e deve ajudar

Como já falamos, um dos pontos mais importantes é não discriminar, é preciso tratar a depressão da forma correta, encaminhando para um médico para o devido acompanhamento. Ajudar é muito importante. Lembre-se que a depressão é algo que pode atingir a todos.

Segundo a Coach Claudia Gonçalves, se a depressão do colaborador já está sendo tratada com um médico ou terapeuta, é importante saber qual o grau de severidade e como isso afeta o desempenho profissional. “Vemos pessoas deprimidas trabalhando em diversas funções e tipos de trabalho. Assim como mau humorados, tímidos e extrovertidos e mesmo pessoas com déficit de atenção ou ansiedade. De toda forma, todos nós precisamos lidar e aprender a gerenciar nossa humanidade. Nossas emoções, estados de espírito e valores e crenças são poderosos filtros através dos quais entramos em contato com o que chamamos de realidade”, completa Claudia.

É importante que líderes e gestores estejam preparados para lidar com essa situação da melhor forma. O setor de Recursos Humanos deve traçar um plano de ação para gerar assistência para colaboradores com depressão.


Confira algumas ações:

  • Invista em ações focando na melhoria da qualidade de vida do colaborador
  • Faça avaliação da cultura organizacional
  • Incentive os gestores a conversarem mais com o colaborador, isso gera sentimento de cuidado.
  • Apoio para buscar ajuda profissional, se for preciso.
  • Respeitar o funcionário em tratamento.

Incentive uma cultura de conversa e proximidade entre as equipes, isso facilita a percepção quando algo não está certo.

Equipe GoGood

Author Equipe GoGood

More posts by Equipe GoGood

Leave a Reply